banner

Vocês lembram do peixe luminoso que Sheldon criou em um experimento, quando estava se sentindo um pouco solitário? Cientistas chineses e gostaram da ideia, mas ao invés de peixes, criaram porcos fluorescentes!

Eles usaram um método pesquisado pela Escola de Medicina da Universidade do Havaí, onde isolavam a proteína responsável pela produção do brilho das medusas. Os cientistas chineses injetaram esta proteína nos embriões de porcos, que cresceram apresentando o brilho peculiar dentro do corpo. Vale lembrar, que isso não reduziu em nada a expectativa de vida dos porcos ou teve algum dano a saúde deles. O brilho pode ser visto com o uso de luzes ultravioleta.

Espera que essa técnica possa ser utilizada para o desenvolvimento de medicamentos mais efetivos e de baixo custo, já que poderia ser usada para a criação de enzimas necessárias para o corpo humano, que atualmente são produzidas  em laboratório. Entretanto esta não é a única pesquisa do tipo, anteriormente cientistas turcos criaram coelhos que brilhavam no escuro também.

Eu ainda prefiro o peixe luminoso do Sheldon, e vocês?

Via History Channel