Não é novidade para ninguém que o mangá de Naruto á acabou faz algum tempo, e com isso muitos fãs ficaram contentes com o final, já que assim o mangá de Masashi Kishimoto fecharia arcos e pontas soltas. Já outros fãs, ainda acham que as histórias do ninja da folha poderiam ter continuado por mais um tempo.

Já para o criador da obra, o fim era algo inevitável, mas não para a editora Shueisha que tentou convencer ele a continuar com a história. Em uma recente entrevista da Shonem Jump, Kishimoto e Mikio Ikemoto que também participava do mangá falaram um pouco sobre a época do fim do mangá de Naruto.

Ikemoto disse que quando Naruto estava chegando ao fim, houve uma reunião para fazer um reboot do mangá pelas mãos de um novo autor, e as negociações duraram de 6 meses a um ano. Se uma continuação viesse a ser realizada, era necessário que fosse feita por Kishimoto, mas se isso acontecesse, obviamente tinha que ser algo que continuasse a história original. Recomeçar o mangá do zero daria mais liberdade e ninguém iria reclamar, algo que em sua opinião, era muito melhor. Quando a história chegou em suas mãos era de fato uma continuação, e ele já havia se envolvido demais para recusar.

Já Masashi Kishimoto surpreendeu ao saber que a Shueisha queria uma continuação de Naruto. Ele comenta que a editora perguntou se ele estaria interessado em seguir adiante, mas ele respondeu que já havia feito tudo o que queria com o mangá, e que já não tinha mais condições de fazer isso. Quando Naruto estava prestes a ser finalizado, Boruto começou a ser trabalhado, algo que Kishimoto não se importou, e disse aos editores que era Ikemoto quem devia dar continuidade a história, e foi o que aconteceu.

E você? O que acha? O mangá acabou quando deveria acabar?

Via ANMTV