Insidius ou Sobrenatural aqui para nós é uma das maiores franquias de terror dos últimos tempos, tendo 4 filmes lançados até hoje. Nesse ano de 2018 a saga Sobrenatural ganha mais um filme, o Sobrenatural: A Última Chave. Confira o que achamos dele logo abaixo:

Sobrenatural: A Última chave não é um filme ruim ou algo do tipo, o seu jeito de se desenvolver que é algo interessante, pois segue a premissa de todos os filmes de terror com jump scare, o pior é que todos são previsíveis. O problema começa no primeiro ato que é parado e sem graça, as coisas parecem que só vão melhorar com a chegada do terceiro ato e de fato melhoram, só que por pouco tempo. Sobre isso falamos já já.

Os efeitos em filmes de terror sempre foram um ou outro, ou bem feitos e “reais” ou macabros e mal feitos. Em Sobrenatural 4 vemos que tanto os efeitos quanto a maquiagem são muito bem feitos e transformar a experiência do filme em algo bom, tudo isso mesclado com um clima ok, que muitas vezes não passa medo ou suspense. Mas comparado com os filmes do gênero que temos hoje, Sobrenatural: A Última Chave da um show de bola nos efeitos especiais.

A trilha como é de se esperar é ausente em quase todo o filme, em apenas alguns momentos, principalmente em momentos de sustos, onde escutamos músicas instrumentais. Em outros momentos menos tensos também temos uma trilha, mas nada de espetacular.

A história já é mais complicada do que parece, como sabemos o forte de filmes de terror não são ter histórias boas e muito menos engraçadas, o que vemos no longa é apenas uma história fraquíssima em quesito de detalhes ou de uma boa trama. Acompanhamos Elise, uma médium que tem que lidar com demônios em sua antiga casa, onde morou até seus 16 anos. O filme inteiro se baseia nisso e nada mais, e não vemos nada de diferente do que os outros, pelo contrário quase tudo apresentando nesse filme já tínhamos sido apresentados nos anteriores. Mas o grande problema como falei no primeiro paragrafo é de como o filme se desenvolve chegando ao final dele, e acabando na hora errada, dando a impressão que quando o filme ia melhorar, a história ia ficar interessante eles terminar o filme, e de uma forma horrível, que faz com que muitos desfechos de filmes amadores de terror sejam no mínimo mais interessante.

A atuação da atriz principal, a Lin Shaye é muito boa, mas parece que ela não desenvolve seu personagem ao passar dos filmes, dando a impressão de sempre ser a mesma, não importa o ano ou filme. Em minha visão isso é algo no mínimo péssimo. De resto nenhuma atuação que chame a atenção, a grande maioria dos atores são ok.

Confira o trailer legendado logo abaixo:

Nesse filme, que traz de volta a estrela da franquia Lin Shaye no papel da Dr. Elise Rainier, a

brilhante parapsicológa irá encarar seus fantasmas mais pessoais e intensos até hoje: a casa de

sua própria família.

Sobrenatural: A Última Chave chega aos cinemas brasileiros em 18 de janeiro.