Se você não ficou sabendo, a Capcom conquistou o prêmio de melhor jogo da E3 2018 pelo retorno de Resident Evil 2, e ao que tudo indicava que seria um remake. Pois a Capcom não pensa assim.

Apesar do jogo ser inspirado no clássico de 1998,  Mike Lunn em uma entrevista com a GameBolt explicou o motivo do jogo não ser considerado remake pela empresa.

“Não será totalmente fiel. Alguns jogaram uma vez e outros jogaram uma centena de vezes porque é o seu jogo favorito. Para quem jogou mais de uma centena de vezes, queremos que que o jogo pareça novo. É por isso que não chamamos Resident Evil 2 Remake. É um novo jogo construído em cima dessa fundação.

Lunn ainda usou como como exemplo algumas cenas que eram repetidas no original e ainda como os quebra-cabeças foram atualizados no jogo.

“Queremos que seja assustado por novos desafios, não queremos simplesmente reposicioná-las numa nova parte do edifício, é uma espécie de reimaginação Como não queremos que saiba exatamente como são resolvidos os quebra-cabeças, não queremos que saiba exatamente onde os inimigos estarão. Queremos que você seja surpreendido. Devido a isso, mudamos um pouco as coisas. No todo, a ideia principal, os principais arcos da história são muito similares. Mas existem algumas novas surpresas também.”

Resident Evil 2 será lançado 29 de Janeiro para Xbox One, PC e PS4.

Via Eurogamer