Depois de quase 5 anos de espera enfim chegou o grande momento, a chegada do remake de Resident Evil 2. O lançamento foi cheio de incertezas e ninguém sabia se realmente o jogo ia sair um dia ou não, mas a Capcom na E3 2018 mostrou a todo o mundo pela primeira vez o aguardadíssimo remake de RE2. Confira o que achamos do jogo logo abaixo:

Resident Evil 2 é um remake que todos os fãs da saga têm que jogar.

Para quem anda meio desatualizado sobre o termo remake, é basicamente refazer o jogo do 0 ou quase do 0, assim como no cinema somos bombardeados a todos os momentos de remakes de filmes nos vídeos games são assim também. Tem uma grande diferença entre remake e remaster. Remaster é apenas um porte, com atualização para os novos consoles, contando as vezes com um ou outro modo de jogo diferente, mas em sua base é o mesmo jogo. Já o remake ele é literalmente pegar o jogo antigo e refaze-lo todo, como se fosse fazer um jogo do 0, mas conservando personagens, locais, histórias, equipamentos e coisas afins.

Resident Evil 2 não leva o mesmo desenvolvimento que o original, temos que entender que o jogo tinha muito menos detalhes por causa da tecnologia da época, então o jogo era bem mais rápido em todos os quesitos de exploração e história. Mas já no seu remake de 2019 as coisas são diferentes e para melhor. Dessa vez temos muito mais lugares para explorar e itens para procurar, antes lugares que só serviam para encher o cenário agora podem ser totalmente ou quase explorados. Além disso temos lugares que antes não tínhamos com itens e informações adicionais.

Em Resident Evil 2 a jogabilidade é bem simples, podemos andar, correr, atirar, pular e agachar (em lugares pré-determinados), mesmo tudo isso parecendo muito simples o jogo funciona direitinho, sua jogabilidade é excelente, tanto a movimentação do Leon e Clarie como dos nossos amados zumbi, que realmente andam como se fossem zumbis. Além disso temos diversas armas que vão desde faca até uma Minigun (algumas são exclusivas da Clarie e outras do Leon). O jogo só possuiu ajuda de mira na sua dificuldade mais fácil, mas isso não quer dizer que seja difícil de mirar no jogo ou algo do tipo, em Resident Evil 2 as coisas são bem mais simples do que era na sua versão original, ainda não podemos andar e atirar como temos nos novos jogos da franquia, mas a mira e jogabilidade com armas foram incrivelmente melhoradas, fazendo com que o gameplay seja mais fluido e sendo mais fácil acertar seus inimigos. Mas você tem que tomar cuidado já que como é de praxe da saga as munições são raras e difíceis de se encontrar durante a sua exploração. Então é sempre bom ter cuidado, vai que você está sem munição e acaba encontrando o Mr. X.

Quando em Resident Evil 7 saiu todos ficaram impressionados com a RE Engine, a engine que a Capcom criou para seus novos jogos, em especial para os novos Resident Evil’s que iriam sair, como falamos em nossa análise naquela época, o gráfico era muito bonito, mas havia algumas coisas para se melhorar. Vendo o resultado final de Resident Evil 2 posso dizer que o jogo é literalmente MARAVILHOSO graficamente, todos os pequenos problemas de gráficos e renderização a Capcom conseguiu reverter e melhorar, quando estamos andando livremente por Raecon City percebemos o quão bonita e detalhada a cidade é, em muitos momentos se parecendo até com uma cidade de verdade tirada de um filme. O único problema que temos até o momento é que em diversas vezes o jogo da stuttering (queda brusca de FPS que depois se regulariza e faz o jogo travar) em alguns momentos, isso se da muito quando o jogo da save automático, mas tem exceções que acontecem, mas nunca acontece em momento crucial da gameplay. Abaixo escolhemos um vídeo onde mostra a comparação da mesma parte do jogo no original e no remake. Mudou muito não é¿

 

A trilha sonora em jogos de terror e suspense sempre são uma das coisas mais importantes dentro do jogo e em Resident Evil a Capcom nunca brincou com a trilha sonora. No Remake temos novas músicas feitas exclusivas para o jogo e que trazem de volta o medo e o suspense que a saga Resident Evil sempre foi conhecida, fora isso refizeram toda a trilha original, então podemos jogar tanto com a trilha original do game (de 1998) como a nova do remake (2019). Confira a trilha sonora abaixo:

Uma das coisas que sempre chamam atenção em jogos da saga é a história, e em Resident Evil 2 temos uma bela história, mas diferente dos jogos atuais, temos uma coisa que era até que comum antigamente, jogamos com 2 personagens totalmente diferentes, com estilos e objetivos diferentes e principalmente em histórias diferentes. Então quando começamos a jogar podemos escolher entre jogar com o Leon ou Clarie, no final de uma das campanhas vamos jogar com outro, é EXTREMAMENTE importante jogar a campanha dos dois personagens, pois só assim você vai conseguir entender melhor o jogo, a ordem não altera nada, mas recomendamos jogar primeiro com o Leon e depois com a Clarie. Do jogo original para o remake a história não foi muito alterada, ainda mantemos a mesma história e os mesmos ploots, mas conhecemos alguns lugares e documentos novos que nós ajudam a entender um pouco melhor a história. Então basicamente a história o jogo é o mesmo, mas com muito mais diálogos, cut scens e informação do que o jogo original tinha.

Como já está sendo de costume da Capcom nos últimos anos o jogo veio com menus e legendas localizadas para o PT-BR, apenas a dublagem que fica no idioma original ou no inglês.

Confira o trailer logo abaixo:

Resident Evil 2 Remake já está diposnivel para Playstation 4, Xbox One e PC.

O jogo foi cedido pela Capcom para ser realizado a análise. Testamos o jogo em um PC.

 

[Análise]- Resident Evil 2
4.3Excelente
Jogabilidade
Gráficos
Trilha Sonora
Enredo
História
Votação do leitor 1 Voto