Não tem como falar de mangás sem falar da tão famosa Shōnen Jump, responsável pelos maiores mangás da história do Japão e do Mundo. Agora imagine juntar todo o universo criado pela Jump num jogo de luta. É isso que o Jump Force tenta fazer.

Primeiro de tudo temos que falar da coisa mais importante em um jogo de luta, a jogabilidade. Não tem como um bom jogo de luta não ter uma boa jogabilidade. Em Jump Force uma das únicas coisas (se não a única) que salvam no jogo inteiro é seu combate, que é fácil e simples de se aprender. No jogo possuímos diversos ataques e 4 ataques especiais e 1 que nós carregamos (o nosso ultimate), podemos usar os ataques em formas de combos para criar uma série de ataques fortes, mas nada demais. Fora isso no mundo aberto do jogo podemos andar e correr e interagir com outros NPC’s e jogadores.

Sem falar que podemos criar o nosso próprio personagem, que é uma coisa muita boa. Quando o jogo começa somos apresentados ao menu de customização, onde podemos modificar quase tudo em nosso personagem, desde sua cor até o seu cabelo. São diversas opções de customização presente no jogo. Sem contar nos acessórios e roupas que podemos adquirir enquanto estamos jogando.

Claro, quando você começa no Jump Force você não tem todos os 40 personagens, mas ao longo de sua jogatina eles vão sendo desbloqueados. Temos uma variedade até que grande de personagens e o melhor, de diversos animes que nós amamos. Temos Dragon Ball, Naruto, One Piece, Yu Gi Oh, Cavaleiros dos Zodíacos e entre outros. Os estilos de luta de cada um alternam, mas sempre se mantem numa mesma base, nunca tendo uma grande mudança de estilos de uma personagem para outro.

Graficamente o jogo não agradou muito os fãs quando foi mostrado pela primeira vez, imaginar um jogo de anime com motor gráfico 3D não agradou a muitos e principalmente a mim. O jogo ele é bonito, mas preferia um gráfico, mas parecido com os animes do que com um jogo realista. Uma coisa que chama atenção de qualquer um é a beleza dos cenários do jogo que são bem bonitos e também existe a possibilidade de serem destruídos (algumas partes).

A trilha sonora traz músicas compostas exclusivamente para o jogo, mas também temos as já conhecidas músicas dos animes e personagens que estão no jogo, trazendo um momento de nostalgia aos fãs dos animes. Confira a trilha completa logo abaixo:

Imaginar a junção de animes extremamente famosos no mundo inteiro em um jogo e criar uma história com um bom plano de fundo e enredo pode até parecer fácil, mas não é. Em Jump Force a história é algo totalmente deixado para lá, ela só está lá para justificar a porradaria e a junção dos principais personagens da Shōnen Jump. A Jump Force é uma organização que protege os mundos contra as ameaças dos Venons, e o nosso objetivo é recrutar o máximo de personagens presente no jogo para conseguir vencer a principal ameaça. O jogo basicamente se baseia nisso, você vai para uma localização luta com diversos NPC sem importância até chegarmos no “chefe” da fase, que geralmente é um personagem famoso de um anime, mas ele está possuído pelo poder do mal, depois que derrotamos ele, ele volta ao normal e decide se juntar a Jump. Os personagens que não são de Dragon Ball, Naruto ou One Piece muitas vezes são deixados de lados e mal falam ou mostram se quer um carisma durante todo o jogo.

Jump Force veio para o Brasil quase que totalmente localizado, temos a presença de menus e diálogos totalmente em português brasileiro, mas a dublagem só está disponível com a dublagem oficial (em japonês). O bom é que as vozes são dos dubladores oficiais de cada personagem, trazendo um sentimento de nostalgia ao jogo.

Confira o trailer do jogo logo abaixo:

Jump Force já está disponível para Playstation 4, Xbox One e PC.

Recebemos o jogo da desenvolvedora para ser realizado a análise. Jogamos em um PC

 

Análise - Jump Force
3.5Bom
Roteiro
Jogabilidade
Enredo
Gráfico
Trilha Sonora
Votação do leitor 0 Votos