Depois do grande sucesso de The Division em 2016 a Ubisoft continuou apostando na série e desenvolveu uma continuação que se passa meses após o seu antecessor. Confira o que nós achamos de The Division 2:

The Division 2 tem tudo de bom do primeiro com a melhoria dos erros.

Uma boa jogabilidade em um jogo RPG é totalmente necessária e em The Division 2 nós temos uma excelente jogabilidade, claro que não é tão fácil quanto outros jogos de tiro do mercado, mas a jogabilidade em si é muito boa. A única coisa que pode gerar um pouco de dificuldade inicial (principalmente aos jogadores que utilizam controles) é a mira, já que ela foi propositalmente feita para ser irregular, assim fazendo com que tenha uma maior dificuldade dentro do jogo, mas após você pegar o jeito, consegue se acostumar com esse estilo de mira. Fora isso os movimentos dos personagens são muito fluidos e não travam, isso só mostra que a Ubisoft aprendeu com seus erros ao longo do tempo e se dedicou a fazer um jogo onde os bugs são quase inexistentes.

Como todo jogo bom que se preza, é necessário ter uma IA (Inteligência Artificial) no mínimo boa, no primeiro The Division tivemos uma IA “OK”, nada surpreendente, mas as coisas mudaram na sua continuação , dessa vez temos inimigos extremamente inteligentes, que se protegem, usam estratégias diferentes de abordagem, se organizam em bando para poder flanquear e atacar de uma vez só, a IA desse jogo foi muito bem elaborada e trabalhada. Outra coisa que surpreende é a variedade de inimigos que mudam dependendo da localização do mapa e missão.

Graficamente The Division 2 pode ser considerado um dos mais belos jogos da atualidade, seu motor gráfico é extremamente potente e consegue renderizar em tempo real o mapa de Washington por completo sem travar ou algo do tipo. A ambientação do jogo é algo que chama muito atenção de tão belo e bem feito que foi feita. Os desenvolvedores consultaram lugares e historiadores para conseguir fazer os principais pontos do jogo com a maior semelhança com a vida real possível.

A trilha sonora é muito boa também, misturando músicas mais calmas (ou ausência dela) em momento de apenas exploração até músicas eletrônicas fortes para momentos de ação frenética durante os combates. Confira a trilha sonora logo abaixo:

Desde que The Division foi lançado no começo de 2016 ele apresentava uma ótima história de fundo que quase não era explorado durante o gameplay, apenas para aqueles que iam atrás de tudo dentro do jogo conseguiam entender com perfeição o que se passava em Nova Iorque. Em The Division 2 temos a mesma situação, uma ótima história que poderia ser muito bem explorada ao longo do gameplay, mas que foi deixada de lado para priorizar outras coisas dentro do jogo. Mas caso quisermos ir atrás e descobrir os motivos de tudo estar de ponta cabeça em Washington podemos conseguir essas informações em ecos, gravações e documentos que encontramos espalhados pelo mapa inteiro.

The Division 2 se encontra localizado para português brasileiro em seus menus e legendas, mas sua dublagem se mante no idioma original.

Confira o trailer do jogo logo abaixo:

The Division 2 já está disponível para Playstation 4, Xbox One e PC (Via Uplay e Epic Store)

Nós recebemos o jogo da desenvolvedora para realizar a análise. Testamos em um PC

Análise - The Division 2
3.8Muito Bom
Jogabilidade
Gráficos
Trilha Sonora
Roteiro
Enredo
Votação do leitor 0 Votos