No universo de Star Wars, combates espaciais sempre chamaram atenção dos fãs da saga, que, imaginavam como seria uma obra focada 100% nesse tipo de combate e narrativa. Nunca tivemos um filme exclusivamente sobre esse tema, alguns episódios nas séries animadas abordaram esse tema, mas nada com profundidade. Com a chegada de Battlefront em 2015 para os consoles e PC, o remake de uma das séries de jogos mais aclamadas pelos fãs de Star Wars as pequenas fases que passavam no espaço já despertaram uma grande vontade de ver de novo um jogo sobre naves e batalhas. Na problemática continuação do jogo, Battlefront 2, tivemos uma expansão de combate com naves e outros veículos, mas nada tão grande ainda.

Passado alguns anos, a Eletronic Arts, trouxe para os fãs Star Wars: Squadrons, um jogo que é focado em batalhas no espaço. No meio de tantos vazamentos e um anuncio frustrado, muitos dos jogadores não acreditaram no potencial que o jogo teria e principalmente no fator diversão e no proveito das tecnologias VR, eu mesmo durante o anuncio, poucos dias da improvisada conferencia de imprensa da EA antes da E3 não acreditava no potencial do jogo, mas ainda bem que cai de cara no chão.

Squadrons é um jogo bem divertido, mas não simples de se jogar, não é nada parecido com o Flight Simulator, que imita a vida real, mas é necessário usar a cabeça para usar a combinação certa de botões e equipamento para cada tipo de conflito que o jogador passará. Depois de ser criticada em Battlefront por não conter um modo história, a EA adicionou em todos os seus subsequentes títulos multiplayer de Star Wars uma história, mesmo que pequena e quase insignificante para a grandeza do universo de George Lucas. Em Squadrons não é diferente, acompanhamos dois pilotos, um da Nova República, semanas após a Batalha de Endor e uma oficial do derrotado Império Galáctico, não optamos em qual lado seguir, somos obrigados a jogar com os dois em diversos momentos, com diversos veículos diferentes.

A jogabilidade é bem boa e dinâmica, depois que se pega o jeito na direção o jogo fica extremamente fácil e divertido de se jogar, jogar com os amigos é a melhor coisa para se fazer no jogo, já que é muito importante o trabalho em equipe. Podemos controlar a velocidade da nave, escudo, intensidade das armas, realocar o escudo para parte dianteira ou traseira, arrumar a nave quando ela for danificada e ser abastecidos no meio do combate.

Os gráficos são bonitos e bem detalhados, principalmente dentro das naves e seu exterior, tudo ao redor tem um bom tratamento, mas nada demais, alguns rostos no jogo foram mal feitos gerando um estranheza no jogador, mas como o objetivo do jogo é outro, não afeta a gameplay ou nada do tipo.

A sonorização do jogo é uma das melhores partes do jogo, com ótimos efeitos especiais nas batalhas, tanto de barulhos de tiro, como de caças voando, naves se chocando e explodindo e diversas outras coisas que fazem com que o jogador se sinta dentro de uma batalha espacial de verdade. Sem contar com a trilha musical icônica já conhecida pelos fãs da saga.

O jogo está com localização em português nas legendas e menus, mas nada de dublagem no idioma tupiniquim. Coisa estranha, já que outros jogos da série Star Wars tiveram um maior tratamento para os fãs brasileiro, com dublagens e legendas em português brasileiro.

Confira o trailer do jogo abaixo:

Star Wars: Squadrons já está disponível para PC, Playstation 4 e Xbox One.

Análise - Star Wars: Squadrons
3.8Bom
Jogabilidade
Gráficos
Trilha Sonora
Enredo
Votação do leitor 0 Votos