Muita movimentação anda acontecendo ao redor da clássica franquia de terror psicológico, Silent Hill. A franquia, que iria ser rebootada pela Kojima Productions com P.T. em 2014, foi abandonada após Hideo ser demitido pela Konami.

Desde então, uma diversidade de coisas aconteceram ao redor da franquia praticamente abandonada.

O CEO da equipe Bloober (The Medium, Observer, Layers of Fear), Piotr Babieno, foi recentemente entrevistado pelo GamesIndustry.biz sobre os últimos jogos do estúdio. Lá, ele revelou que “estaria trabalhando em outra franquia de terror muito popular”.

+Leia Também: OBSERVER: SYSTEM REDUX É UMA LENTA E DOLOROSA EXPERIÊNCIA – ANÁLISE

“Na verdade, estamos trabalhando há mais de um ano em outro projeto de jogo, outra IP de terror, e estamos fazendo isso com uma publisher de jogos muito famosa.

Não posso dizer quem. Não vou dizer qual é o projeto, mas tenho quase certeza de que quando as pessoas perceberem que estamos trabalhando nele, ficarão muito animadas.”

No começo desse mês, o compositor Akira Yamaoka (reconhecido por seu trabalho nas trilhas sonoras da franquia japonesa) disse em entrevista que estava trabalhando em um “novo projeto com a Bloober” além de The Medium; infelizmente, esse vídeo foi rapidamente removido.

Tudo isso levou às especulações de que Silent Hill, que já recebeu dicas há cerca de um ano atrás pela própria Kojima Productions, possa sim ser ressuscitada por outro estúdio.

Muito próximo ou muito distante?

Segundo o VGC, há provas de que a Konami fez sim uma parceria com um estúdio terceirizado e japonês para desenvolver um novo jogo da franquia, para ser revelado no verão.

Isso bate com informações do leaker Dusk Golem, popular pelas informações da franquia SH e de Resident Evil. Ele afirmou recentemente que haverão dois novos jogos: um Silent Hill episódico, e outro sendo um soft reboot.

Ele ainda afirmou que “em 2018, algo que divulguei em janeiro de 2020 e que insisto ser 100% verdade, é que a Konami tentou aprovar dois jogos Silent Hill: um soft reboot e um jogo episódico.”

“Mais recentemente, um jogo de SH com direitos de marketing da Sony também começou a ser preparado para anúncios há alguns meses.”

Ainda ao VGC, foi dito que dois informantes da Konami souberam da aproximação com a Supermassive (Until Dawn) para o reboot, mas o contrato não foi encerrado. O projeto foi reaproveitado para dar luz ao The Dark Pictures. A razão do projeto ser negado seria porque os superiores da publisher japonesa estariam tentando evitar repetir o fracasso que foi a terceirização de Metal Gear Survive e de Contra: Rogue Corps.

O site também afirmou que além da franquia Silent Hill, há planos para começar projetos das franquias Metal Gear Solid e Castlevania, mas que ainda estão muito distantes de se realizarem.

Konami começa a mexer os pauzinhos

Vale lembrar que na metade do ano passado, redes sociais (Twitter, Youtube) de Silent Hill foram recriadas por parte da Konami, que até emitiu nota “se desculpando por criar falsas esperanças”. Até então, nada muito relevante além de fanarts e similares foram compartilhadas nessas redes.

O youtuber TheGrateDebate fez um vídeo de mais de uma hora de duração reunindo inúmeras informações, tentando comprovar a existência do projeto de reboot. Confira abaixo:

 

Por fim, vale encerrar lembrando que essa vastidão de informações não passam de vazamentos, e que nada é realmente confirmado até a Konami se pronunciar oficialmente sobre seus projetos futuros.

Fonte: VideoGamesChronicle


%d blogueiros gostam disto: