Fundação SCP

SCP – O que é essa fundação misteriosa?

A Fundação SCP, representada pela sigla “Secure, Contain, Protect” (algo entre as linhas de “Assegurar, Conter, Proteger”), é uma organização que, segundo seu próprio portal oficial, opera de forma clandestina em todo o mundo para encontrar e conter objetos, entidades e fenômenos anômalos que podem posar como “riscos significantes para a segurança global”, tanto na esfera física quanto psicológica da humanidade.

Se tem uma coisa que a Fundação SCP sabe fazer é criar um site muito sério. Confesso que demorei mais do que deveria pra entender que era ficção.

Essa fundação fictícia que opera fora das jurisdições dos países trabalha com a missão de estudar e catalogar todo tipo de ameaça à humanidade, que podem se apresentar em diversas formas e tamanhos.

+LEIA TAMBÉM: INDICAÇÃO DE PODCAST: PACIENTE 63 – SEXTA-FEIRA DO TERROR

Eles vão desde o SCP-294, uma máquina de café que libera todo e qualquer material que possa existir na forma líquida, até o SCP-106, um homem idoso em decomposição que é capaz de corroer qualquer tipo de estrutura que toca com um tipo de muco preto “digestivo” cobrindo seu corpo, além de fazer suas vítimas atravessarem para uma “dimensão de bolso” quando consumidas.

O conteúdo, como deu pra ver nos exemplos, podem ir tanto de creepypastas capazes de gelarem a espinha de qualquer um até exemplos bem mais leves e divertidos, como os SCP-J, uma subcategoria de SCPs “piadas” (daí vem o J, de “Joke“). O mais famoso desses é o SCP-420-J, um cigarro de maconha de classe “Segura” que funciona como uma “droga mágica”, chegando até a curar ferimentos dos usuários.

Basicamente, a wiki colaborativa da fundação não só recebe textos de SCPs escritos por fãs e membros participantes da comunidade como também está disponível em cerca de 15 línguas diferentes ao redor do mundo. Aqui, você pode checar a filial brasileira/lusófona deles.

Todas as histórias seguem, no entanto, um conjunto de regras e recomendações da comunidade, mantendo um padrão de linguagem científica que incluem diversos relatórios de “experimentos”, dados censurados e classificações de SCPs que determinam seus níveis de ameaça à humanidade: de “Seguros” aos “Keter”.

Inspirações do Universo SCP em outras mídias (tipo videogames)

A Fundação SCP certamente não passou despercebida na cultura da internet, ganhando popularidade massiva ao ponto de ultrapassar quase 7000 histórias escritas disponíveis no portal oficial da filial americana do site.

Muitas das suas histórias “sangraram” inspirações a obras como o tão popular Control, o shooter com elementos sobrenaturais da Remedy Entertainment (Alan Wake, Quantum Break), sem contar em outros jogos que não só se inspiraram como são literalmente parte do universo da Fundação SCP.

+LEIA TAMBÉM: OS MELHORES JOGOS DE TERROR NO XBOX GAME PASS – SEXTA-FEIRA DO TERROR

Temos o jogo SCP-087-B, por exemplo, que é um pequeno experimento representando o elemento de mesmo nome, uma escadaria infinita habitada por um rosto sem boca, narinas ou pupilas, conhecido apenas como o elemento “SCP-087-1“.

Se você quer algo um pouco mais denso, pode experimentar jogar o SCP: Secret Laboratory, um jogo cooperativo onde jogadores podem controlar monstros ou sobreviventes à la Dead by Daylight. Os monstros são responsáveis por rastrear e assassinar os sobreviventes, enquanto estes devem cooperar (ou lutar uns com os outros) na tentativa de fugir da fundação em colapso. Outro jogo gratuito que é ainda mais completo, mas é feito para apenas um jogador, é o SCP: Containment Breach.

Ambos possuem uma vasta gama de diferentes SCPs para ser encontrados, incluindo a estátua SCP-173, capaz de destruir o pescoço de alguém em velocidades inacreditáveis caso não seja constantemente observada, e o SCP-682, um réptil gigante e praticamente imortal que causa destruição massiva a tudo e todos que encontrar.

Se você ficou interessado e quiser correr atrás, conteúdo é o que não falta sobre o mundo dos SCPs! Fique ligado pra nossa próxima Sexta-Feira do Terror!