Personagens lésbicas em jogos Ellie

Personagens lésbicas em jogos – Especial do Orgulho LGBTQIA+

Em razão do mês do orgulho LGBTQIA+, fizemos uma lista que homenageia e celebra as personagens lésbicas em jogos e suas histórias. Confira elas abaixo!

Ellie (The Last Of Us)

Personagens lésbicas em jogos Ellie

Cidades abandonadas retomadas pela natureza. Uma população dizimada por uma praga moderna. Os sobreviventes matam uns aos outros por comida, armas e qualquer outra coisa em que puderem botar as mãos. Joel, um sobrevivente brutal, e Ellie, uma adolescente corajosa e madura apesar da pouca idade, devem unir forças para saírem vivos da sua jornada pelos Estados Unidos.

A personagem é revelada lésbica na DLC do primeiro jogo, após um momento romântico com sua amiga Riley. Porém, a sexualidade de Ellie se torna mais importante no segundo jogo da série, onde ela chega a viver em uma fazenda com seu interesse amoroso, Dina, e seu filho recém-nascido. O jogador conhece Ellie como uma protagonista não jogável em The Last of Us com apenas 14 anos, e a assiste crescer e se desenvolver ao longo da série. 

Undyne (Undertale)

Personagens lésbicas em jogos Undyne

No jogo, o jogador controla uma criança humana que caiu em uma caverna, uma região grande e isolada sob a superfície da Terra, separada por uma barreira mágica. Vários monstros podem ser encontrados durante sua missão para retornar à superfície, principalmente através do sistema de combate e o jogador pode escolher matá-los ou poupá-los. Essas escolhas causam mudanças no diálogo, nos personagens e na história com base nos resultados.

Undyne é de uma espécie de peixe humanoide que lidera a Guarda Real, cujo objetivo é destruir a protagonista, porém de modo justo e sem trapaças. Ela é a mentora dos Papyrus e Shyren, e piamente acredita que os animes contam a história do mundo dos humanos. Essa é uma paixão que ela compartilha com seu interesse amoroso, a doutora Alphys.

Chloe (Life Is Strange)

Chloe

Life Is Strange se passa na cidade fictícia de Arcadia Bay, Óregon, durante a semana de 7 de outubro de 2013. A história é contada na perspectiva de Maxine Caulfield, uma estudante de fotografia que descobre possuir a habilidade de voltar no tempo a qualquer momento, fazendo com que cada escolha sua crie um efeito borboleta. Ao prever a chegada de uma grande tempestade, Max assume a responsabilidade de impedir que sua cidade seja destruída. As ações do jogador ajustam a narrativa enquanto ela se desenrola.

Chloe é a antiga melhor amiga de Max, e as duas se reencontram quando um traficante atira em Chloe; é exatamente essa morte que desencadeia os poderes da protagonista, e sua primeira “volta” no tempo é justamente para evitar esse acontecimento. A partir disso, a garota passa a acompanhar o jogador na descoberta de seus poderes e dos “podres” de Arcadia Bay enquanto vocês investigam o sumiço de Rachel Amber, amiga e ex interesse amoroso de Chloe. A personagem revela no jogo “Life is Strange: Before the Storm” que, embora tenha tido um relacionamento com um cara, percebeu que não gosta de homens. 

Tracer (Overwatch)

Overwatch Tracer

Overwatch é um jogo de tiro em equipe que conta com um elenco diversificado de heróis poderosíssimos. Viaje pelo mundo, monte uma equipe e dispute objetivos em combates 6v6. 

O nome de Tracer na verdade é Lena Oxton, e ela é uma aventureira que tem o poder de saltar pelo tempo. O jogo por si só não oferece muita história por trás dos personagens, ou qual é exatamente sua missão, mas isso se torna mais explorado nas histórias em quadrinhos adjacentes à Overwatch. É nelas que descobrimos sobre a namorada de Tracer, Emily, que vive em Londres, lugar de nascença da heroína, e recebemos histórias sobre seu tempo juntas e uma especialmente fofa sobre o natal do casal.

Tiny Tina (Borderlands 2)

Personagens lésbicas em jogos Tiny Tina

Borderlands é um jogo eletrônico de tiro em primeira pessoa com elementos de ficção científica e RPG eletrônico. A série consiste de quatro jogos, e é uma das mais vendidas de todos os tempos.

No jogo dois, somos introduzidos à NPC Tiny Tina, presente em Borderlands 2, 3 e The Pre-Sequel. A personagem, que ganhará um jogo próprio em breve, é uma expert em explosivos com apenas 12 anos. Ela afirma que sua colaboração durante o segundo jogo com os Vault Hunters foi motivada inicialmente por seu crush em Mad Moxxi, além de confessar seus sentimentos pela personagem Maya, também uma Vault Hunter, na DLC Assault on Dragon Keep, na qual Tiny Tina é a narradora.