Borderlands 3
Borderlands 3 terá suporte para cross-play em todos os consoles menos PS4 e PS5. Foto: Divulgação/Gearbox Software

Borderlands 3 não terá suporte para crossplay nos consoles da Sony

Randy Pitchford, diretor executivo da Gearbox Software, anunciou nesta quinta-feira (27) que o jogo Borderlands 3 ganharia uma atualização com suporte para cross-play… exceto para o PS4 e PS5. O anúncio foi feito pelo próprio Twitter do CEO, que também disse que a 2K Games, publicadora do jogo, exigiu a remoção do cross-play para consoles da PlayStation.

“Boas notícias ou más notícias primeiro? Boas notícias: uma atualização de Borderlands 3 está pronta para lançamento e inclui completo suport para cross-play em todas as plataformas. Más notícias: para certificação, fomos solicitados pela publisher para removermos o suporte para cross-play aos consoles PlayStation.”

É provável, porém, que esta situação seja muito mais do que apenas uma decisão randômica da 2K. A Epic Games revelou que precisa pagar à Sony para que seu jogo Fortnite possua suporte para o crossplay nos consoles da PlayStation, e que a marca possui uma política estrita quanto à integração multiplataforma.

O CEO da Epic, Tim Sweeney, aponta que “a Sony tem uma política que exige que, se a proporção de pagamentos entre plataformas para um determinado utilizador de PS ficar fora de sincronia com o tempo de jogo, então temos de lhes pagar uma comissão sobre as receitas de outras plataformas. Portanto, se alguém estivesse a jogar principalmente no PS mas pagasse no iPhone, pagaria uma compensação à Sony”.

Publicamente, a posição da Sony sobre crossplaying é primariamente sobre segurança; porém, no privado, como a Epic Games vem revelando, o buraco acaba sendo mais em baixo. A desenvolvedora afirma que Gio Corsi, ex-diretor de relações com desenvolvedores da PlayStation, teria afirmado que o crossplay não era lucrativo para a Sony, logo, não era interessante para a empresa, e pode inclusive “causar prejuízos”. 

Segundo a revista Forbes, pode chegar a um ponto no qual essa atitude se volte contra a Sony: a Microsoft, sua maior concorrente, vem tentando cultivar essa imagem de ser uma empresa “para os gamers”, e, com isso, tem  envolvimento com diversas formas de multiplataforma (especialmente em integrações com o Windows 10), o que traz uma visão positiva à companhia.